terça-feira, 4 de outubro de 2011

Malditas bolinhas!


"A disputa pela Taça de Bolinhas teve novo capítulo nesta terça-feira. Segundo a diretoria rubro-negra, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatou o recurso do Flamengo e cassou, por 2 votos a 1, a "manutenção de posse" que o São Paulo detinha sobre a Taça de Bolinhas, obrigando o clube tricolor a devolver o troféu aos cofres da Caixa Econômica Federal." (Texto extraído do globoesporte.com)

Realmente, é um assunto batido. Correto, ta todo mundo de saco cheio dessa polêmica. Claro, você quer que enfiem essa Taça no... Mas é um assunto que vira e meche vem à tona e, mesmo sendo chato tem que ser discutido.

Em 1987, depois do conturbado e desorganizado campeonato brasileiro de 86, a CBF declarou publicamente que não tinha condições de “organizar” o campeonato nacional daquele ano. O Clube dos 13 (instituição formada pelos 4 grandes do RJ, os 4 de SP, os 2 de MG e RG e o Bahia), pegou a bomba e resolveu organizar o campeonato daquele ano com os clubes pertencentes à instituição. Como a CBF não tinha dinheiro para organizar o campeonato, não se importou que o Clube dos 13 organizasse a competição, a única exigência era que fossem convidadas mais 3 equipes. Acatando o pedido da CBF, foram convidados Coritiba, Goiás e Santa Cruz. Tudo corria bem, a tabela do campeonato já estava organizada, até que começou a surgir muita pressão política em cima da CBF, pois clubes como Guarani e América-RJ (segundo e quarto colocados na edição anterior, respectivamente) tinham ficado de fora do campeonato nacional. A situação da instituição suprema do futebol brasileiro já era vergonhosa, para tentar dar uma amenizada, eles resolveram criar um campeonato, a Taça Roberto Gomes Pedrosa, também conhecida como Módulo Amarelo, reunindo os clubes que ficaram de fora da Taça João Havelange (nome do campeonato organizado pelo Clube dos 13). Foi aí que começou toda a polêmica de 1987 que perdura até hoje.

Com o Módulo Verde já em andamento, a CBF resolveu propor uma mudança no regulamento, fazendo com que o campeão e o vice dos dois campeonatos participassem de um quadrangular final, decidindo assim, o campeão nacional daquele ano. Desde o início o Clube dos 13, não concordou com a idéia. Porém, diz a lenda, que o nosso amado Eurico Miranda assinou um documento concordando com o cruzamento entre os clubes. O Clube dos 13 só ficou sabendo da notícia pela imprensa, no dia seguinte. Ficou decidido internamente, que qualquer clube que fosse campeão ou vice do Módulo Verde não iria participar do quadrangular.

Os campeonatos foram rolando. O Flamengo foi o campeão da Taça João Havelange e o Inter foi o vice. Ambos os clubes se recusaram a jogar o quadrangular, perdendo seus jogos por WO. Assim, Guarani e Sport, representantes do Módulo Amarelo, fizeram duas partidas entre si, onde o Sport se sagrou campeão. O resto da história vocês já sabem.

A Taça das Bolinhas foi feita pela Caixa Econômica Federal e era pra ser destinada ao primeiro clube que fosse vencesse 3 brasileiros seguidos, ou 5 alternados. Essa Taça é o principal motivo dessa polêmica estar com tanta ênfase na mídia. O Flamengo, contando com o título de 87, foi o primeiro penta brasileiro em 1992. Porém, o São Paulo, que pertencia ao Clube dos 13 e sempre reconheceu o Flamengo como o legítimo campeão de 87, resolveu pedir a Taça das Bolinhas em 2007, quando se tornou penta brasileiro. Os paulistas sempre reconheceram o Flamengo como o campeão daquele ano, sem contar que se eles também estavam no acordo interno, e se fossem os campeões ou vices também teriam proteção e apoio para não jogar. Quando o São Paulo viu que poderia ter o direito a Taça das Bolinhas, voltou atrás com a sua palavra. Isso não é atitude de homem, mas já era de se esperar, vindo deles.

Vale ressaltar também, o nível de seriedade do campeonato organizado pela CBF, o Módulo Amarelo. Chegaram à final do campeonato Sport e Guarani. Fizeram duas partidas, cada time venceu uma e a decisão foi para a disputa de pênaltis. Era uma disputa acirrada e quando estava 11x11, os presidentes dos clubes entraram em um acordo e decidiram acabar com a partida, tornando assim, os dois clubes campeões do torneio.

Existem alguns irracionais, doentes mentais, retardados, que nem ao menos conhecem o regulamento e acham que o Flamengo tinha que fazer uma final contra o Sport, que dizem que os cariocas ficaram com medo de enfrentar o clube de Recife. Realmente, uma equipe que tinha Bebeto, Zico, Zinho e Renato Gaúcho ficou com medo de enfrentar o todo poderoso Sport, que havia sido rebaixado no ano anterior.

Em relação ao Sport, só tem uma frase que pode ser dita: Cresce. Porque aparecer eles já conseguiram. O Sport é um clube medíocre, sem torcida, minúsculo, que só está no cenário brasileiro até hoje por causa dessa polêmica. Não fosse isso, já teria desaparecido e seria mais um Criciúma da vida.

Vocês querendo ou não, o Flamengo foi campeão na bola.
SRN!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário